Jeff Bezos leva apenas algumas horas para recuperar posto de pessoa mais rica do mundo

Com informações de Forbes Money

Jeff Bezos não teve que esperar muito para reivindicar seu trono como a pessoa mais rica do mundo: poucas horas depois de perder o título para o magnata francês da moda de luxo Bernard Arnault, ele está de volta ao primeiro lugar depois que as ações da Amazon subiram com a abertura dos mercados. Agora, Bezos lidera com uma fortuna de US$ 188,4 bilhões, à frente dos US$ 187,3 bilhões de Arnault.

Os dois homens chegaram a ficar empatados no final de semana, com US$ 186 bilhões cada, depois que as ações do conglomerado de bens de luxo LVMH subiram na segunda metade da semana passada. As ações da LVMH tiveram um desempenho ainda melhor hoje (24), fechando quase 1% em alta e aumentando a fortuna de Arnault em US$ 1,7 bilhão – o suficiente para ele se tornar a pessoa mais rica do mundo por algumas horas. Em seguida, as ações da Amazon subiram mais de 1% a partir das 13h30 (horário local), tornando Bezos US$ 2,4 bilhões mais rico.

Arnault já foi brevemente classificado como a pessoa mais rica do mundo várias vezes: pouco antes do fechamento dos mercados na última sexta-feira (21), o bilionário francês estava cerca de US$ 100 milhões mais rico do que Bezos, antes de terminar o dia com o mesmo patrimônio líquido. Em 16 de dezembro de 2019, ele tomou o primeiro lugar pela primeira vez, até as ações da Amazon fecharem em alta e ele cair para o segundo lugar novamente.

Antes de disputar com Arnaut, Bezos estava em uma competição acirrada com o CEO da Tesla, Elon Musk, atualmente a terceira pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio líquido de US$ 150,8 bilhões. No início de janeiro, Musk ultrapassou Bezos para se tornar o mais rico em três ocasiões distintas – 8, 12 e 14 – antes que o fundador da Amazon definitivamente recuperasse seu posto em 15 de janeiro.

Todos os três homens tiveram um crescimento espetacular em seus patrimônios líquidos durante a pandemia, ganhando coletivamente mais de US$ 300 bilhões. Desde que a Forbes calculou o patrimônio líquido de sua lista de bilionários em março de 2020, no pior momento do crash do mercado, Bezos ficou mais de US$ 75 bilhões mais rico, em comparação com ganhos de quase US$ 127 bilhões para Musk e US$ 111 bilhões para Arnault. O patrimônio líquido do fundador da Amazon atingiu o pico de US$ 200 bilhões em duas ocasiões: em agosto de 2020 e no final do mês passado, em abril de 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *