Libertadores: Fluminense faz história, vence o River Plate no Monumental e avança às oitavas da Libertadores como líder do “grupo da morte”

Com informações do Jornal Extra – Marcello Neves

Grupo do morte? Bicho papão? Nada disso amedronta o Fluminense. Nem mesmo ter que vencer o River Plate dentro do Monumental de Nuñez. Liderado pela espetacular atuação do artilheiro — e hoje garçom — Fred, o tricolor escreveu mais uma página épica em sua história: venceu por 3 a 1 e garantiu classificação às oitavas de final da Libertadores como líder do grupo.

Ao mesmo tempo, o Fluminense se tornou a segunda equipe a vencer o Boca Juniors em La Bombonera (na Libertadores de 2012), e agora o River Plate no Monumental de Nuñez. Apenas o Cruzeiro havia conseguido este feito.

Para explicar essa vitória triunfal, precisamos falar do camisa 9 tricolor. Cada toque na bola teve qualidade. Cada disputa, levou a melhor. Liderou o Fluminense a abrir 2 a 0 ainda no primeiro tempo e se tornou o 2° jogador com mais participações em gols na Libertadores (quatro tentos e duas assistências).

Na primeira aparição, recebeu bom passe de Samuel Xavier e cruzou na medida para Caio Paulista completar para as redes. Minutos depois, deu belo passe para Nenê bater com categoria e ampliar o marcador.

Com 39 anos e 310 dias, Nenê se tornou o jogador mais velho a marcar um gol pelo Fluminense na história da Libertadores.

Na segunda etapa, o cenário melhorou ainda mais para o Fluminense. Maidana foi expulso por dar uma cotovelada em Caio Paulista. Cenário controlado até próximo do final do jogo, quando Girotti descontou para o River. Mas Yago Felipe marcou o terceiro para fechar o placar e garantir a classificação como líder do Fluminense.

As partidas de ida das oitavas estão programadas para a segunda semana de julho. De acordo com a Conmebol, o sorteio deve ser realizado no dia 2 de junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *