Deleagro começa a funcionar semana que vem em Mato Grosso do Sul

Com informações de Kelly Ventorim, Leonardo Rocha e IAGRO

“A criação da Delegacia Especializada de Combate à Crimes Rurais e Abigeato (Deleagro) é muito oportuna por que esse tipo de ação criminosa tem crescido muito. Criada com o intuito principal de garantir maior segurança à agropecuária essa delegacia é esperada há décadas pelos ruralistas, e vem para garantir maior agilidade e eficácia na resolução desse tipo de crime”. A afirmação é do Presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Daniel Ingold.

A Iagro – autarquia governamental, vinculada à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (SEMAGRO) e por ela supervisionada – mantem uma parceria com a Secretaria de Segurança do Estado (Sejusp) que proporciona uma troca de informações que tem sido fundamental para alavancar o trabalho e trazer resultados no combate aos crimes de abigeto em Mato Grosso do Sul, conforme explicou Ingold.

Segundo o Presidente o trabalho preventivo é um dos que mais devem ganhar em eficiência com a instalação da delegacia e este é sem duvida um dos mais importantes. “A relação com o produtor vai se estreitar e isso é muito positivo”. Completou.

A Deleagro terá a missão de reprimir e investigar crimes como o abigeato, que se trata de furtos de animais domésticos no campo e nas fazendas, principalmente de gado. Também terá competência para investigar e reprimir crimes como subtrações de insumos, defensivos e maquinários agrícolas.

Irá atuar, ainda, nos delitos decorrentes de crimes agrários, nos quais haja violência, em um trabalho de cooperação com demais instituições e órgãos, com ressalvas àquelas com competência federal, e prestará apoio às demais unidades policiais na apuração de crimes contra o agronegócio.

Caberá à delegacia coordenar, orientar, prevenir e exercer ações permanentes para o combate aos delitos voltados à atividade rural, centralizar e difundir dados, denúncias e estatísticas sobre este tipo de crime.

Mapeamento

A Deleagro irá mapear as estradas e as propriedades rurais para análise criminal e formulação de políticas eficazes no combate aos delitos no campo. Também estão previstos cursos, palestras e capacitações, visando a prevenção destes crimes, assim como a definição de procedimentos operacionais.

A unidade poderá ainda promover parcerias com empresas, produtores e trabalhadores rurais, assim como órgãos e entidades da administração direta, como a Iagro e aquelas de âmbito municipal e federal que tratam do tema.

O Decreto também prevê a criação de um banco de dados atualizado sobre veículos boiadeiros, empregadores, condutores de comitivas, motoristas de caminhões e outros dados de relevância que ajudem no combate a estes crimes.

Com a criação da Deleagro, estes crimes rurais que antes eram investigados pelo Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), passam a ser competência da unidade especializada.

O decreto que cria a nova delegacia pode ser conferido na página 7 da edição do último dia 20 de abril do Diário Oficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *